Suicídio homeopático

O que presenciamos ao vivo

Suicídio homeopático
O jornalista Oscar Menéndez enquanto cometia suicídio homeopático

As terapias e vós
Terapias alternativas
Terça-feira, Oscar Menéndez-proença de carvalho, jornalista e diretor de Debate A2 de TV encontrassem; durante dois anos decidiu tomar uma caixa de pílulas homeopáticas e ver o que acontecia. Enquanto existiam na atmosfera através da internet. Seu objetivo é demonstrar que não acontecia absolutamente nada. Oscar, levou 36 comprimidos de Sedatif, um tranquilizante homeopático que, de ter tido princípios ativos como um remédio real, teria sido perigoso para a sua saúde. O debate contou com a participação do advogado e vice-presidente do Círculo Cético, Fernando Frias e por nossos jornalista João Scaliter. No decorrer da emissão explicado em que consiste a homeopatia, a sua história e como se regula sua prática a nível nacional e europeu.
Também foi seguido por internautas através do Twitter, Facebook e e-mails. A homeopatia, apesar de não ter testado cientificamente seus efeitos para além dos verificados em placebos, continua a ser rercetada por médicos. Também não leva o número obrigatório de medicamento, nem os seus dados encontram-se na base da Agência Europeia do Medicamento. Apesar disso pode-se formar como homeopata, com apenas terminar um curso de 10 minutos em uma página de internet dos laboratórios que emitem o medicamento.
Depois de quase uma hora de emissão em directo, Oscar não teve nenhum efeito colateral ou reação à ingestão de 36 pílulas homeopáticas e espera que sua iniciativa gere um suicídio em massa, como foi feito na Inglaterra, mas desta vez em Espanha (e de massa), para alertar a população.

About the Author