Dona o cabelo

Para que absorva o óleo da maré negra

Dona o cabelo
Um grupo de voluntários do Golfo com os tubos de cabelo que elaborou metiéndolo em meias. Os levarão à zona de costa para ajudar a limpar o petróleo. © www.matteroftrust.org

Hambúrgueres com bactérias
maré negra
Como limpam o petróleo
O petróleo chega à terra
Enquanto a companhia petrolífera BP tenta combater a maré negra do Golfo do México, com sofisticados meios técnicos e químicos, uma ONG ambiental norte-americano se propõe a contribuir com o seu grão de areia com um produto biológico: o cabelo.
Para isso Matter of Trust solicita doações de cabelo que sobrar nos salões de beleza, tanto humanas como animais, e fazendas com gado lanar. E também de meias usadas. Com ambos os materiais elaboram uma espécie de tubos, chamados de salsichas absorventes, que colocam junto aos cais dos portos, e tapetes para limpar o óleo. A ideia é aproveitar a facilidade de um cabelo para armazenar óleos e gordura, como prova o fato de que temos que lavá-lo frequentemente.
A ONG leva a realizar esta atividade desde 1998. Normalmente as utilizam para combater as descargas de menor importância, mas em situações como esta, doam os tubos e tapetes de cabelo, a quem se oferecem para limpar as praias e pois que os fixemos em paliçadas costeiras. Também estabeleceram uma rede de voluntários em cidades do Golfo para que fabriquem os tubos perto dos locais onde serão empregados.
Como toque sustentável a este processo de purificação, Matter of Trust colabora com Thomas Azwell, da Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA), que investiga como reciclar o cabelo impregnado de descargas. A sua aposta: um processo de compostagem que submete-se a mistura à ação de altas temperaturas e, em seguida, a cheia de vermes para que suas bactérias digestivas paulo seus elementos tóxicos.

About the Author