mulher feliz com a mão no rosto

6 dicas para acabar definitivamente com a acne!

A acne prejudica a aparência da pele, aumenta a possibilidade de cicatrizes e manchas, além de prejudicar a autoestima, levando à perda de segurança na própria imagem e dificuldade de relacionamento.

Mas, existem formas de combater esse problema e garantir uma pele mais bonita e livre de irregularidades. Confira, aqui, 6 dicas para acabar com a acne de maneira saudável e econômica!

 

O que é acne?

A acne é uma doença que acomete a pele, especificamente as glândulas pilossebáceas, que produzem uma quantidade elevada de sebo. Quando esse sebo se acumula no poro, surgem os comedões.

Há dois tipos de comedões: os fechados e os abertos. Os primeiros são os cravos brancos, enquanto os segundos são os cravos pretos. Esses comedões podem se infeccionar, levando ao surgimento de espinhas.

Curiosamente, a acne pode surgir em qualquer idade, porém é mais comum em adolescentes, sobretudo por conta da alteração hormonal mais intensa pela qual passam.

A acne é classificada de acordo com seu grau de intensidade e gravidade das lesões, indo do grau I (quando os comedões não têm sinais de inflamação. É o caso mais leve) até o grau V (caso raro, que leva à internação do paciente).

 

O que causa a acne?

A causa da acne é multifatorial, o que significa que pode ser provocada por diferentes fatores. O ideal é analisar o perfil do paciente para saber o que levou ao surgimento da doença.

Mas, normalmente a acne é provocada por fatores hereditários, predisposição genética, infecção bacteriana e alteração de hormônios sexuais.

 

Sintomas da acne

Os sintomas da pele com acne são comedões, inflamados ou não, na face, costas, ombro e peito. Surgem associados à coceira, vermelhidão e irritação da área, dor e lesão que pode ter ou não pus.

 

6 dicas para combater a acne

O tratamento para acne envolve o uso de medicamentos via oral ou tópica. Mas, o uso só pode ser feito se liberado por um dermatologista. Caso prefira alternativas não medicamentosas, confira as dicas que separamos:

 

  1. Lave o rosto diariamente

Quem tem pele oleosa precisa lavá-la duas vezes ao dia, preferencialmente pela manhã e noite. Para realizar a limpeza, utilize sabonetes próprios para pele acneica, como os que contêm ácido salicílico.

A limpeza é importante porque quanto maior a quantidade de sebo na pele, maior a possiblidade de acúmulo em poros, levando ao surgimento de cravos e espinhas. Por isso, não pule essa etapa.

 

  1. Hidrate o rosto

Quem tem pele oleosa costuma pensar que não precisa hidratá-la. Mas, é justamente aí que está o engano: óleo não é a mesma coisa que hidratação. Lembre-se, sempre, que hidratação é equivalente a água e não ao óleo.

Hidratar a face ajudará a controlar o excesso de sebo durante o dia, o que diminuirá a possibilidade de surgimento de novas espinhas. No caso específico da pele acneica, recomenda-se utilizar hidratantes leves, como os em gel.

Se possível, utilize hidratantes que tenham em sua composição algum ativo que combate a acne e a oleosidade. A vitamina C, por exemplo, controla o sebo, deixando a pele menos brilhante por mais tempo.

 

  1. Tire a maquiagem

É essencial tirar a maquiagem sempre que usá-la. Ainda que os produtos de maquiagens estejam mais modernos, com tecnologia que cuida da pele, eles ainda podem entupir poros e levar ao surgimento de espinhas.

Por isso, é fundamental realizar a limpeza da pele, para remover os produtos e minimizar a possibilidade do desenvolvimento de novas inflamações.

 

  1. Faça procedimentos estéticos

Existem procedimentos estéticos que ajudam a remover cravos e evitam acnes. Um deles é a limpeza de pele, que pode ser feita regularmente, de acordo com a indicação de seu dermatologista ou esteticista.

Ao realizar esses procedimentos, a frequência do surgimento de espinhas se torna menor, tendo um maior controle da pele.

 

  1. Melhore sua alimentação

Há quem acredite que batata frita e chocolate dão espinhas, mas isso é lenda! Embora não sejam alimentos ideais à saúde, eles não causam acne porque ela é uma doença normalmente desencadeada por alterações hormonais.

Mesmo assim, há um vilão na alimentação quando se fala em acne: leite e seus derivados, bem como alimentos de alto índice glicêmico, podem influenciar diretamente no surgimento de espinhas. Logo, evite consumi-los.

 

  1. Utilize produtos naturais para combater a acne

Existem produtos naturais para combater acne que apresentam excelente desempenho. Um deles é o suplemento de lactobacillus, que atua na redução do processo inflamatório de glândulas sebáceas.

Além de combater acne, o suplemento de lactobacillus regula o sistema imunológico, melhora sintomas de alergia e inibe o crescimento de bactérias. Tudo isso de forma segura, uma vez que os lactobacillus não prejudicam o organismo.

Caso siga todas essas dicas para combater a acne e mesmo assim continuar com esse problema, recomenda-se procurar um dermatologista para análise do caso e indicação de um tratamento para acne personalizado.

About the Author